P-74

Plataforma P-74 chega ao campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos

O navio-plataforma P-74 chegou, neste sábado (3/3), ao campo de Búzios no pré-sal da Bacia de Santos. A previsão é que inicie a operação ainda no primeiro semestre deste ano.  Este projeto possui uma concepção similar aos demais já em operação pela Petrobras no pré-sal da Bacia de Santos e vem incorporando todas as melhorias e experiências da empresa. Dada a sua complexidade, no entanto, Búzios representa um desafio único no segmento de exploração e produção de petróleo.

14/03/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Plataforma P-74 deixa estaleiro no Rio Grande do Sul rumo à Bacia de Santos

A plataforma de petróleo P-74 que estava sendo montada no Rio Grande do Sul deixou bem cedo na manhã desta sexta-feira (23) o estaleiro EBR em São José do Norte. O casco gigante, com 326,2 metros de comprimento e 56,6 metros de largura se despediu do estaleiros e dos escassos trabalhadores que ainda restam na estrutura por volta das 6h.

23/02/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

A P-74 saindo nesta sexta-feira do estaleiro EBR, no Rio Grande do Sul, para iniciar sua missão de exploração do petróleo do pré-sal brasileiro.

 

23/02/2018|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, |

Primeiro FPSO de Búzios deixa estaleiro em fevereiro

A Petrobras está trabalhando ativamente para garantir a saída da P-74 do estaleiro no dia 7 de fevereiro. O FPSO será a primeira unidade definitiva do campo de Búzios, na área cessão onerosa, e a data de partida foi imposta pela estatal como meta para o EBR, estaleiro localizado em São José do Norte (RS), responsável pela montagem e integração dos módulos.

15/01/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Plataforma P-74 deve deixar o Rio Grande do Sul antes de abril

A plataforma de petróleo P-74 que está sendo montada no estaleiro EBR, em São José do Norte, está prestes a deixar o Rio Grande do Sul. De acordo com a Petrobras, empresa que fez a encomenda da estrutura, o prazo contratual para saída do estaleiro é abril de 2018, contudo há a expectativa da antecipação dessa data.

15/01/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

P-74 é liberada pelo Ibama e pode ser o primeiro projeto da cessão onerosa

A Petrobras recebeu do Ibama licença para a instalar a plataforma P-74 no campo de Búzios, área da cessão onerosa do pré-sal da Bacia de Santos. A licença é válida até 18 de outubro de 2021 e permite a instalação também do sistema de coleta e escoamento da produção.

15/01/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Petrobras pode comissionar até oito plataformas em 2018

A Petrobras vai comissionar um número recorde de plataformas este ano. Serão oito embarcações, todas destinadas ao pré-sal, que, no prazo de um a dois anos, vão ampliar a produção da empresa em mais de 1 milhão de barris por dia, quase a metade do volume total extraído em todo País, atualmente de 2,6 milhões de barris.

Estaleiro Inhaúma vai encerrar operações e demitir 2 mil

RIO – O estaleiro Enseada Indústria Naval decidiu, em julho, encerrar as atividades na base de Inhaúma, no Rio. A base é de propriedade da Petrobrás, que arrendou a área em 2010.

No local, estavam em construção duas unidades de produção da estatal para o pré-sal da Bacia de Santos. Com o término das obras em […]

09/06/2016|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Estaleiro Enseada reduz à metade força de trabalho da conversão da P-74 até que chegue a um acordo com a Petrobras

As notícias já não eram boas para os estaleiros brasileiros, agora ficaram ainda piores. O Estaleiro Enseada reduziu a força de trabalho nas obras de conversão dos navios em FPSOs que estavam sendo feitos no Estaleiro Inhaúma, no Rio de Janeiro, e colocou 2 mil trabalhadores de férias, até que chegue a um novo acordo […]

12/06/2015|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , , , , , |

Plano C para o pré-sal de Santos

Repetindo a estratégia de 2013, a Petrobras vai outra vez ao mercado para afretar até duas novas unidades de produção para o cluster do pré-sal da Bacia de Santos, na tentativa de minimizar o impacto causado pelo atraso de pelo menos um ano nas obras de construção dos 12 FPSOS próprios (oito replicantes e quatro […]