Notícias da Semana

Clipping de notícias semanal com informações relevantes para o setor.

AFRMM teve arrecadação de R$ 4,3 bilhões em 2019

Os valores arrecadados no Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) totalizaram R$ 4,3 bilhões no ano passado, 7,6% acima dos R$ 4 bilhões arrecadados em 2018. No último trimestre de 2019, essa arrecadação ficou em R$ 1,2 bilhão, 16,7% a mais que no 4º trimestre do ano anterior, quando a arrecadação foi da ordem de R$ 1 bilhão. As informações constam no relatório trimestral do Ministério da Infraestrutura. Dessa arrecadação bruta, são deduzidos os valores referentes ao ressarcimento às empresas de navegação.

03/04/2020|Seção: Destaque 300px, Notícias da Semana|Tags:, |

Dois estaleiros japoneses formarão joint venture em outubro

A Imabari Shipbuilding e a Japan Marine United Corporation (JMU) chegaram a um acordo para formar uma joint venture em um esforço para competir melhor no cenário global da construção naval.

31/03/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Petrobras e Yinson assinam contrato do FPSO Marlim 2, que está em conversão na China

A Yinson, da Malásia, anunciou hoje (30) que assinou os contratos com a Petrobrás para a entrega, operação e manutenção do FPSO Marlim 2. Como se sabe, a companhia asiática venceu a licitação envolvendo o navio-plataforma, que deve entrar em operação no primeiro trimestre de 2023, na Bacia de Campos.

31/03/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:|

BNDES divulga primeiras medidas do Plano de Ação Emergencial Covid 19

23/03/2020|Seção: Destaque 300px, Notícias da Semana|Tags:|

Marinha faz chamamento público para a obtenção de navios hidroceanográficos

A Diretoria de Gestão de Programas da Marinha (DGePM), com sede na Rua 1º de Março, 10º andar, Edifício Barão de Ladário, Centro, Rio de Janeiro-RJ, CEP 20.010-000, participa a intenção da Marinha do Brasil (MB) em iniciar o processo de obtenção de dois Navios Hidroceanográficos de 2ª Classe (NHo-2).
As empresas interessadas em fornecer à MB as respostas iniciais poderão, no período compreendido entre 9h do dia 19/03/2020 e 15h do dia 09/04/2020, retirar o documento intitulado “Solicitação de Informações” (“Request For Information” – RFI), o qual visa a buscar dados preliminares no que concerne aos projetos técnicos existentes de Navios Hidroceanográficos (NHo).

20/03/2020|Seção: Destaque 300px, Notícias da Semana|Tags:|

Estaleiro Detroit entrega o 6º rebocador da série Starnav

Starnav Tiaki é o mais novo rebocador da Starnav Serviços Marítimos. O rebocador deixou Itajaí na última quarta-feira (11) sentido Rio de Janeiro, sede da empresa. Dotado do que há de mais moderno em termos de construção naval, a embarcação é uma verdadeira obra de engenharia avançada.

18/03/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Sulnorte investe em dez novos rebocadores

Com o objetivo de renovar e expandir a frota, a Sulnorte, tradicional empresa de rebocadores controlada pelo Grupo H. Dantas e a segunda mais antiga do Brasil, anuncia a aprovação de seu projeto para a construção de dez novos rebocadores portuários RAmparts 2500 por parte do Conselho do Fundo de Marinha Mercante. Com investimento de R$ 321 milhões, as embarcações deverão ser construídas no Estaleiro Rio Maguari, no Pará, e terão 75 toneladas de tração estática (TTE).

09/03/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Brasil passa por uma revolução na defesa naval

Contrato para a construção de quatro navios Classe Tamandaré de última geração foi assinado ontem, no Rio de Janeiro, pela Emgepron, empresa estatal independente vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Comando da Marinha do Brasil, e a Águas Azuis, companhia formada pela Thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa & Segurança e Atech Negócios em Tecnologia, da Embraer. Toda a construção será realizada em território brasileiro, no complexo portuário de Itajaí, em Santa Catarina.

09/03/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Marinha e consórcio assinam contrato para construção de navios Tamandaré

A Empresa Gerencial Projetos Navais (Emgepron) e o consórcio Águas Azuis, formado pela thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa & Segurança e Atech, assinaram nesta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, o contrato para a construção dos quatro navios classe Tamandaré de última geração, com entregas previstas para o período entre 2025 e 2028. A construção será realizada no estaleiro Oceana, em Itajaí (SC), com expectativa de taxas de conteúdo local acima de 30% para o primeiro navio e de 40% para os demais.

A thyssenkrupp fornecerá a tecnologia naval de sua comprovada plataforma de construção de navios de defesa da Classe Meko, que já opera em 15 países. A Embraer integrará sensores e armamentos ao sistema de combate. A Atech, empresa do grupo Embraer especializada em engenharia de sistemas para aplicações de defesa, será a fornecedora do CMS (Combat Management System) e do IPMS (Integrated Platform Management System, da L3 MAPPS) e receptora de transferência de tecnologia em cooperação com a Atlas Elektronik, subsidiária da thyssenkrupp Marine Systems que produz o CMS e sistemas de sonar.

A thyssenkrupp destacou que a assinatura é um novo marco na história da defesa naval brasileira, assim como foi a construção dos submarinos da Classe Tupi na década de 1980. “O programa classe Tamandaré irá fortalecer nossos laços, por meio da transferência de tecnologia e da geração de empregos altamente qualificados para o país”, afirmou o CEO da thyssenkrupp Marine Systems, Rolf Wirtz. O CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider salientou a expansão do portfólio de defesa e segurança do grupo além do segmento aeronáutico, com o desenvolvimento e a integração de sistemas complexos, a fim de tornar a empresa qualificada para atender às necessidades da Marinha do Brasil e de fortalecer a posição como parceiro estratégico do Estado Brasileiro.

O contrato inclui transferência de tecnologia em engenharia naval para fabricação de navios militares e sistemas de gerenciamento de combate e de plataforma, bem como o apoio logístico integrado e o gerenciamento do ciclo de vida das embarcações. O programa classe Tamandaré prevê qualificação da mão de obra local, o que pode garantir o desenvolvimento de futuros projetos estratégicos de defesa no Brasil. O consórcio acredita que a aliança entre a thyssenkrupp Marine Systems e a Embraer Defesa & Segurança permitirá criar bases para a exportação de produtos de defesa naval a partir do Brasil.

A classe Meko®, da thyssenkrupp Marine Systems, já é utilizada em 82 embarcações em operação em marinhas de 15 países, entre os quais: Portugal, Grécia, Austrália, Argentina e Argélia. A thyssenkrupp afirma que o conceito Meko de design modular facilita a integração local e a transferência de tecnologia, ajudando a reduzir os custos de manutenção e modernização. "Combinando tecnologia de ponta, inovação e capacidades robustas de combate, a Classe Meko® é um autêntico navio-escolta para águas azuis com qualidades excepcionais de autonomia e robustez", destaca a empresa.

06/03/2020|Seção: Destaque 300px, Notícias da Semana||

Plataforma da Petrobras chega este mês ao ES para ter construção finalizada

O casco de um novo navio-plataforma da Petrobras chegará este mês ao Espírito Santo para ter a construção finalizada no Estaleiro Jurong Aracruz (EJA). A FPSO (sigla em inglês de unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo) deixou em dezembro o estaleiro CIMC Raffles, na China.

05/03/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |