Dockshore obtém prioridade de R$ 118 milhões do FMM para construção de dique flutuante

  • 31/08/2017

Foto: Divulgação Dockshore

A Dockshore obteve prioridade do Fundo da Marinha Mercante no valor total de R$ 118,8 milhões para construção de um dique flutuante. O valor foi aprovado na última quinta-feira (24), em Brasília, durante a 35ª reunião ordinária do Conselho Diretor do Fundo de Marinha Mercante (CDFMM), que aprovou um total de R$ 1,6 bilhão em prioridades para financiamento de projetos da indústria naval no país.

Na ocasião, a Perlatus Navegação conseguiu prioridade para construção de duas embarcações de desembarque de veículos e materiais (EDVMs) no valor total de R$ 6,12 milhões. Já a Yara Aquacultura recebeu prioridade para construção de duas embarcações do tipo Work Boat e duas embarcações do tipo Feed Barge, com valor total de R$ 5,9 milhões. A Navegação Aliança fará conversão do rebocador Guaíba para empurrador. Esse processo havia sido anteriormente priorizado em dezembro de 2016, bem como alteração do CNPJ do Estaleiro Navegação Aliança Ltda para o Estaleiro de Construções e Reparos Navais Vitória Ltda, responsável pela conversão da embarcação, no valor de R$ 2,2 milhões.

No apoio marítimo, a Bram Offshore fará a docagem de classe de 11 embarcações com recursos do FMM, sendo nove PSVs, um AHTS e um WSV — valor total de R$ 32,75 milhões. Já a Baru Offshore recebeu prioridade referente à suplementação de recursos para a construção de seis embarcações do tipo UT-4000 (cascos ETP-038 a ETP-043), anteriormente priorizados em setembro de 2014, com valor de suplementação de R$ 14,2 milhões. A Baru também recebeu prioridade para docagem e reparo de sete embarcações do tipo UT-4000 (cascos C-32 a C-36, C-38 e C-39) que totalizam R$ 2,6 milhões.

Na navegação interior, o Terminal de Grãos Ponta da Montanha obteve R$ 41,9 milhões em prioridade para construção de um terminal flutuante de apoio à movimentação de grãos (casco EA-200), anteriormente priorizado em agosto de 2016. O CDFMM também aprovou prioridade de R$ 57,7 milhões para modernização de 87 barcaças graneleiras operadas pela Hermasa Navegação, originalmente priorizadas em maio de 2015.

De acordo com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC), poderão ser financiados pelo FMM até 90% do valor dos projetos pleiteados. O percentual de financiamento dependerá do conteúdo nacional de cada projeto e do tipo de embarcação, conforme estabelecido na resolução 3828/2009 do Conselho Monetário Nacional.

Novos projetos – Os interessados em apresentar seus projetos para obtenção de prioridade destinada ao financiamento com recursos do FMM, têm o prazo até 9 de outubro. A próxima reunião ordinária (36ª) do CDFMM está prevista para o dia 7 de dezembro.

Fonte: Portos e Navios – Danilo Oliveira
31/08/2017|Seção: Notícias da Semana|Tags: , , |