Emprego

Jurong cria 2 mil vagas para reformar navio em Aracruz

O Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) cria a partir de hoje 2 mil empregos para a modificação da Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Transferência de Óleo e Gás (FPSO, ou seja, navio-plataforma) P-71. Leia mais

13/07/2021|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , |

Nota do SINAVAL 

O SINAVAL, em seu papel institucional de representação da Indústria Naval em nível nacional, vem a público prestar esclarecimentos sobre o recente posicionamento da Petrobras, divulgado após reunião com a Comissão Especial de Indústria Naval da ALERJ. Leia a nota completa

25/05/2021|Seção: Notas para a Imprensa, Notícias da Semana|Tags:, , , , |

Comissão de Indústria Naval ouve Petrobras sobre geração de empregos no Estado

A adoção de medidas para ampliar a geração de empregos no setor petroleiro foi tema da audiência pública virtual que a Comissão Especial de Indústria Naval e Offshore da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizou, nesta segunda-feira (24/05), com a participação de representantes da Petrobras. Leia mais

25/05/2021|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , |

Encomenda de plataformas da Petrobras pode abrir 6 mil empregos no Estado

Estatal vai voltar a encomendar novas plataformas, o que pode criar postos de trabalho em várias empresas

07/08/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , |

Estaleiro de Angra dos Reis dá sinais de recuperação e começa a contratar

Uma boa notícia tem movimentado os habitantes da cidade de Angra dos Reis e cidades vizinhas, o estaleiro Brasfels começou a convocar caldeireiros e soldadores para realizar testes e se aprovados, podem formar cadastro na empresa. Pedimos para que vocês leiam toda a matéria, há informações inéditas e de grande importância.

15/03/2019|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Alta produção da cessão onerosa levanta dúvidas sobre vender os maiores do pré-sal brasileiro

Há informações ainda não confirmadas no mercado sobre o potencial do segundo poço do Campo de Búzios. As informações são de que a Plataforma P-74 produziu 60 mil barris de petróleo por dia, com vazão estabilizada na casa de 52 mil barris/dia. O site oficial da Petrobras e nem sua agência de notícias ainda não informaram esse feito. Como as fontes gozam de credibilidade, procuramos o geólogo Luciano Seixas, ex-funcionário da Petrobras e um dos mais importantes geólogos do Brasil, para saber sobre essa possibilidade. Estudioso do pré-sal há mais de 12 anos, ele vê que a possibilidade de se produzir tal volume na área de Búzios é perfeitamente plausível, pois os reservatórios e as suas expressões em atributos sísmicos têm algo de excepcional, melhores que os de outras áreas: “Se o número for confirmado teremos aqui, no Brasil, no indomável e endeusado pré-sal, um dos melhores poços do mundo em termos de produtividade, quiçá o maior, e que pertence a área da Cessão Onerosa, com 5 bilhões de barris recuperáveis adquiridos pela Petrobras e na mesma área onde residem os excedentes, algo em torno de 10 bilhões de barris de óleo recuperável potencial.”

16/10/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Rio perde 30 mil postos de trabalho em 4 anos

Desde o início da crise do setor, há quatro anos, a indústria naval perdeu 67% dos empregos, indo de 82.472 postos de trabalho em dezembro de 2014 para 26.944 posições em junho deste ano. Os dados são do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), que credita o cenário adverso a uma série de fatores, como as crises do setor de petróleo e da Petrobras, a Lava-Jato e a política de redução do conteúdo local.

31/08/2018|Seção: Conteúdo Local, Notícias da Semana|Tags:, |

Indústria naval brasileira vive grave crise a espera de encomendas com queda de 64 % nos empregos desde 2014

Há pelo menos quatro não há negócios consistentes no setor de petróleo e gás no país. Desde o início da Operação Lava Jato, nada acontece. Os líderes das operações policiais tem muito a comemorar, mas a insistência em punir as empresas tem também um legado de 13,2 milhões de desempregados, com a maior empresa do país paralisada, em compasso de espera, não produzindo nenhum incentivo para a retomada da economia.

03/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Vice-presidente do SINAVAL espera diálogo com o novo Presidente da Petrobras

Um dos efeitos da paralisação de dez dias dos caminhoneiros – categoria parou no último dia 21 de maio para exigir uma redução nos preços do óleo diesel – foi o pedido de demissão do presidente da Petrobras, Pedro Parente, depois de dois anos no cargo. A mudança na estatal é vista com atenção pela indústria naval, já que a Petrobras é a principal demandante.

14/06/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Techint busca encomendas para evitar demitir milhares em Pontal

A Techint deve empregar cerca de 5.000 trabalhadores, a partir de maio, em Pontal do Paraná, no final da construção da plataforma P-76, que deve ficar pronta em outubro. A empresa se esforça para conseguir novas encomendas, mas a curto prazo poderá demitir milhares de trabalhadores das diversas cidades do Litoral.

03/05/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |