Quatro FPSOs em licitação no Brasil

  • 05/02/2018

A Petrobras anunciou que lançou licitação para contratação do segundo FPSO definitivo para o campo de Mero, primeira área de partilha da produção do pré-sal da Bacia de Santos. A unidade, assim como a primeira, recentemente contratada com a Modec, terá capacidade para produzir 180 mil barris por dia de petróleo e comprimir 12 milhões de m3/dia de gás natural.

Esta é a quarta licitação para a contratação de plataformas para produção de petróleo no Brasil, indicam os dados da ferramenta de FPSOs da E&P Brasil. Além da plataforma para Mero, a Petrobras está contratando unidades de produção para o campo de Marlim, na Bacia de Campos, e Búzios, na Bacia de Santos.

A Petrobras está contratando atualmente três FPSOs para começar a produção em 2021, além da segunda unidade de Mero, que tem previsão de primeiro óleo prevista para 2022.
Não é comum a Petrobras lançar tantas licitações de plataformas próximas uma das outras. A percepção do mercado é que a empresa tenta se antecipar a nova Lei Geral das Estatais, que prevê que todas as licitações precisam ser públicas e abertas para quem quiser participar, e ao calendário eleitoral.

Veja abaixo um panorama das licitações que já estão em andamento:

Búzios 5

A Petrobras recebe no próximo dia 26 propostas para a concorrência que prevê o afertamento do FPSO que será instalado no quinto módulo do campo Búzios, área da cessão onerosa do pré-sal da Bacia de Santos que deve começar a produzir ainda em 2018. A licitação foi lançada em meados do ano passado e a entrega das propostas já foi adiada algumas vezes.

FPSO Búzios 5

Prod. Óleo: 180 mil bpd
Prod. Gás: 6 milhões de m3/dia
Ano: 2021

Revitalização de Marlim

A Petrobras lançou licitação para as duas novas plataformas que serão instaladas no projeto de revitalização do campo de Marlim, área de águas profundas da Bacia de Campos. As propostas serão entregues em 20 de junho. A empresa vai descomissionar todas as oito plataformas hoje em operação no campo e substituí-las por duas novas plataformas do tipo FPSO. O projeto envolve também o campo de Voador e não tem obrigatoriedade de conteúdo local.

FPSO Marlim 1

Prod. Óleo: 80 mil bpd
Prod. Gás: 7 milhões de m3/dia
Primeiro óleo: 2021

FPSO Marlim 2

Prod. Óleo: 70 mil bpd
Prod. Gás: 4 milhões de m3/dia
Primeiro óleo: 2021

Mero

Consórcio Libra – Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC – lançou a concorrência para afretamento da unidade de produção no último dia 31. As propostas serão entregues no fim de junho.

FPSO Mero 2

Prod. Óleo: 180 mil bpd
Prod. Gás: 12 milhões de m3/dia
Primeiro óleo: 2022

Fonte: E&P Brasil
05/02/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags: , |