FMM prioriza mais de R$ 500 milhões para navegação interior

  • 12/07/2018

O Conselho do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM) concedeu prioridade de R$ 482,6 milhões para a sociedade de propósito específico Plataforma Logística do Amapá. Os valores priorizados à SPE são referentes à construção de cinco empurradores fluviais de 4.000 BHP e 60 barcaças graneleiras, além de duas instalações de transbordo flutuante: uma de 2.300 TPB e outra de 2.037 TPB, tipo catamarã.

Dentre as barcaças previstas, 30 são do tipo Box de 2.600 TPB e 30 do tipo Racked de 2.450 TPB. O conselho também aprovou prioridade de R$ 45,6 milhões para a Mobile Port Pará Logística e Navegação. O valor é previsto para construção de 12 barcaças graneleiras de 2.000 TPB e para uma embarcação do tipo terminal de transbordo flutuante.

Na mesma reunião, o Estaleiro Rio Maguari (PA) recebeu prioridade de R$ 176,3 milhões para construção de seis rebocadores portuários, sendo três do modelo RAmparts 2500-W de 72 TTE, dois RAmparts 3000-W de 82 TTE e um RAstar 3000-Wde 82 TTE. Outros R$ 157,5 milhões priorizados na reunião são para Wilson Sons Rebocadores, destinados à manutenção e reparo de 35 rebocadores.

Reparo e Modernização —  A Bourbon Offshore recebeu prioridade do FMM no valor de R$ 41,4 milhões para docagem e reparo de três AHTS (manuseadores de âncoras): Geonisio BarrosoHaroldo Ramos e Yvan Barreto. A empresa também teve prioridade de R$ 18,2 milhões para modernização de dois AHTS das embarcações Haroldo Ramos e Yvan Barreto.

Confira abaixo o resumo da 38ª reunião do CDFMM:

Fonte: Portos e Navios – Danilo Oliveira
12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags: , |