Apoio portuário e navegação interior são destaques entre novas prioridades do FMM

  • 12/12/2019

Projetos de apoio portuário e de navegação foram os destaques entre as novas prioridades concedidas pelo Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM) durante a 42ª reunião ordinária, realizada no último dia 4, em Brasília. Na ocasião, a Sulnorte obteve prioridade para construção de 10 rebocadores portuários de 75 toneladas de tração estática (TTE), no Estaleiro Rio Maguari (PA), com valor total de R$ 321 milhões. A Starnav recebeu a prioridade para construção de quatro rebocadores azimutais de 80 TTE, no estaleiro Detroit (SC), com valor total de R$ 151 milhões. A Internacional Marítima conseguiu prioridade para construção de um dique flutuante, três empurradores 4000 BHP, no Estaleiro INC – Indústria Naval Catarinense, com valor total de R$ 103,2 milhões. Somente essas aprovações totalizam R$ 575 milhões, mais da metade dos R$ 1,1 bilhão aprovados nessa reunião para novos projetos.

No segmento de carga, o destaque foi a Acadia Participações, que recebeu prioridade para construção de quatro navios-tanque de 8000 metros cúbicos, no Estaleiro Rio Maguari, com valor total de R$ 250,3 milhões. No apoio marítimo, a Oceânica Engenharia conseguiu prioridade para construção de um RSV (embarcações equipadas com robôs) e um SDSV (suporte ao mergulho em águas rasas), no estaleiro Arpoador, com valor total de R$ 146,7 milhões.

Na última reunião de 2019, o conselho também aprovou a reapresentação, no valor total de R$ 482,6 milhões, destinada à Plataforma Logística do Amapá SPE Ltda para a construção de cinco empurradores fluviais de 4.000 BHP, 60 barcaças graneleiras, sendo 30 do tipo box de 2.600 toneladas de porte bruto (TPB) e 30 do tipo racked de 2.450 TPB, uma instalação de transbordo flutuante de 2.300 TPB e uma instalação de transbordo flutuante de 2.037 TPB, tipo catamarã, no Estaleiro Easa (PA). Esse valor havia sido priorizada anteriormente em julho de 2018.

Confira abaixo o detalhamento da 42ª reunião do CDFMM:

 

Novas prioridades de financiamento com recursos do FMM concedidas pelo prazo de 450 dias:

APOIO MARÍTIMO
Oceânica Engenharia – construção de um RSV (embarcações equipadas com robôs) e um SDSV (suporte ao mergulho em águas rasas), no estaleiro Arpoador, com valor total de R$ 146,7 milhões;

APOIO PORTUÁRIO
Sulnorte – construção de 10 rebocadores portuários de 75 toneladas de tração estática (TTE), no Estaleiro Rio Maguari (PA), com valor total de R$ 321 milhões;

Starnav – construção de quatro rebocadores azimutais de 80 TTE, no Estaleiro Detroit (SC), com valor total de R$ 151 milhões;

Internacional Marítima – construção de um dique flutuante, três empurradores 4000 BHP, no Estaleiro INC – Indústria Naval Catarinense, com valor total de R$ 103,2 milhões;

CARGA
Acadia Participações Ltda. – construção de quatro navios-tanque de 8000 m³, no Estaleiro Rio Maguari, com valor total de R$ 250,3 milhões;

CONVERSÃO/MODERNIZAÇÃO/REPARO
Navium Engenharia Navegação e Comércio Ltda – modernização de cinco embarcações de resposta rápida a derramamento de óleo (FOSRV) no Estaleiro Vard Promar (PE), com valor total de R$ 37,7 milhões;

Bram Offshore – reparo e docagem de classe de 11 embarcações, sendo nove PSVs, um AHTS e um WSV, denominadas Deborah Kay, Campos Carrier, Campos Clipper, Campos Commander, Elizabeth C, Campos Challenger, Blue Marlin, Bram Brasília, Bruce Kay, Bram Boa Vista e Bram Buccanner, no Estaleiro Navship (SC), com valor total de R$ 26,3 milhões;

Bram Offshore – reparo para certificação de classe de sete embarcações, sendo cinco PSVs (transporte de suprimentos) e dois AHTS (manuseadores de âncoras), denominadas Santos Supplier, Campos Captain, Thor Supplier, Santos Sailor, Bram Hero, Bram Titan, no Estaleiro Navship (SC), e Bram Atlas, no estaleiro Renave (RJ); e conversão, modernização de cinco PSVs, denominadas Santos Supplier, Campos Captain, Thor Supplier, Santos Sailor e Bram Belém, no estaleiro Navship, com valor total de R$ 50 milhões;

Bram Offshore – reparo para certificação de classe, conversão e modernização de duas embarcações do tipo PSV, denominadas Campos Challenger e Santos Supporter, no Estaleiro Navship, com valor total de R$ 21,23 milhões;

TRANSPORTE DE PASSAGEIROS
Internacional Marítima Ltda – construção de um ferry boat de 800 passageiros, no Estaleiro INC – Indústria Naval Catarinense Ltda, com valor total de R$ 16,5 milhões.

REAPRESENTAÇÃO
O conselho também concedeu prioridade de apoio financeiro do FMM às empresas brasileiras e respectivos projetos, pelo prazo de 180 dias:
CARGA
Plataforma Logística do Amapá SPE Ltda – construção de cinco empurradores fluviais de 4.000 BHP, 60 barcaças graneleiras, sendo 30 do tipo box de 2.600 toneladas de porte bruto (TPB) e 30 do tipo racked de 2.450 TPB, uma instalação de transbordo flutuante de 2.300 TPB e uma instalação de transbordo flutuante de 2.037 TPB, tipo catamarã, no Estaleiro Easa (PA), anteriormente priorizada em julho de 2018, com valor total de R$ 482,6 milhões.

ALTERAÇÕES

O CDFMM alterou as prioridades de apoio financeiro do FMM abaixo:

Wilson Sons Offshore alteração de estaleiro para os serviços de reparo dos PSVs Biguá e Talha-Mar, do Wilson Sons Estaleiros para o Wilson Sons Estaleiros e Estaleiro Mauá, sem alteração de valor em relação à prioridade anteriormente concedida em julho de 2019;

Magallanes Navegação Brasileira alteração de estaleiro para os serviços de reparo dos PSVs Skua e Torda, do Wilson Sons Estaleiros para o Wilson Sons Estaleiros e Estaleiro Mauá, sem alteração de valor em relação à prioridade anteriormente concedida em julho de 2019;

Saveiros Camuyrano Serviços Marítimos (Wilson Sons) — realocação de recursos do rebocador, casco denominado Corona, para rebocador, casco denominado Hydrus, anteriormente priorizada em dezembro de 2016, e alteração de projeto da embarcação Hydrus, no Wilson Sons Estaleiros, com valor total de R$ 6 milhões, com data-base de setembro de 2016.

Fonte: Portos e Navios – Danilo Oliveira

 

12/12/2019|Seção: Destaque Superior 300px, Notícias da Semana|Tags: , , |