Deslocamento da seção S1 do Submarino “Tonelero” próximo ao túnel que liga a área Sul

Transferência da Seção de Ré do Submarino “Tonelero”

  • 05/11/2020

Com o recebimento da S1, inicia-se o processo para a montagem e integração definitiva das seções de casco do terceiro meio da classe “Riachuelo” (SBR-3)

Chegada da Seção de Ré do Submarino “Tonelero” ao Estaleiro de Construção

 

A Marinha do Brasil (MB) em coordenação com a Itaguaí Construções Navais (ICN), realizou no dia 29 de outubro, a transferência da Seção de Ré (S1) do Submarino “Tonelero” (S42), da Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas com destino ao Estaleiro de Construção (ESC), no Complexo Naval de Itaguaí (CNI), Rio de Janeiro.

Com o recebimento da S1, inicia-se o processo para a montagem e integração definitiva das seções de casco do terceiro meio da classe “Riachuelo” (SBR-3), sendo a união final planejada para 11 de dezembro.

O marco contribuiu para consolidar a capacitação técnica da ICN, sob o gerenciamento da Coordenadoria-Geral do Programa de Desenvolvimento de Submarino com Propulsão Nuclear, na construção de meios de elevada complexidade tecnológica, como os submarinos classe “Riachuelo”.

A seção de Ré pesa 160 toneladas e é responsável por abrigar o Motor Elétrico de Propulsão, assim como o sistema dos lemes vertical e horizontais, eixo propulsor e o hélice.

Deslocamento da seção S1 do Submarino “Tonelero” próximo
ao túnel que liga a área Sul

 

Os S-BR estão sendo construídos em cumprimento ao previsto no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), que tem como objetivos a capacitação em projeto e construção de submarinos diesel-elétricos e um submarino convencional com propulsão nuclear (SN-BR), tendo como base a transferência de tecnologia (ToT) em diversas áreas, exceto na área nuclear, a utilização expressiva da indústria brasileira e o aumento da geração de empregos.

Permitirá ao País desenvolver de forma autóctone novas tecnologias, aliado à nacionalização de sistemas e equipamentos, com significativo ganho para a indústria nacional.

Fonte: Defesa TV
05/11/2020|Seção: Destaque Superior 150px|Tags: , , |