Perfurações de poços para as plataformas P-68, P-70, Mero 1 e Sépia avançam

  • 09/05/2019

A Petrobras tem atualmente quatro navios-plataformas (FPSOs) em fase de construção. Enquanto aguarda a conclusão do desenvolvimento das unidades, a estatal avança na perfuração de poços que serão interligados a estas embarcações. A P-68, que já tem mais de 95% concluída, deve entrar em operação ainda neste ano. Ela será instalada no campo de Berbigão, na Bacia de Santos, que hoje já conta com 56% de poços perfurados e 28% já completados.

O avanço na parte de perfuração é ainda maior na área de Atapu, também na Bacia de Santos. De acordo com a Petrobras, 100% dos poços já foram perfurados e 13% completados. No campo, será instalada a P-70, que hoje está com avanço físico de mais de 95%. Esta unidade deve entrar em operação no ano de 2020.

A petroleira também está avançando na perfuração de poços que serão interligadas a plataformas que serão instaladas a partir de 2021. Uma delas é o FPSO Carioca, que será usado em Sépia. O campo tem 71% dos poços perfurados e 29% completados. A embarcação que irá explorar a área, cuja construção está nas mãos da japonesa Modec, tem mais de 55% de conclusão de suas obras.

Outra plataforma que também está sendo desenvolvida pela Modec é o FPSO Guanabara 1, que será instalado no campo de Mero, dentro da área de Libra. Segundo a Petrobras, o percentual de poços perfurados é de 44%, enquanto o navio-plataforma já conta com 40% de sua construção concluída.

Fonte: Petronotícias
09/05/2019|Seção: Notícias da Semana|Tags: , , , , , , |