Conteúdo Local

Embarcações de R$ 17,6 bilhões enferrujam em estaleiros

A euforia do setor naval na última década, a reboque da indústria do petróleo, deu lugar a um cenário melancólico em alguns dos principais estaleiros do país. Eles se tornaram cemitérios de plataformas, sondas e navios petroleiros, essenciais para ampliar a exploração e a produção de petróleo e gás, sobretudo no pré-sal. A crise financeira da Petrobras e os casos de corrupção envolvendo construtoras e fornecedoras do setor nos últimos anos levaram à suspensão de contratos bilionários. Embarcações que receberam investimentos de pelo menos US$ 4,3 bilhões (R$ 17,6 bilhões) enferrujam inacabadas no cais. Em alguns casos, a construção foi interrompida com 90% das obras concluídos.

05/09/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:|

Setor naval fechará quase 80 mil vagas até 2020

Nos últimos quatro anos, pelo menos 60 mil empregos, boa parte de mão de obra qualificada, foram eliminados das estatísticas da indústria naval brasileira. Foi a consequência do novo declínio do setor, que havia sido revitalizado no início dos anos 2000 com a política de priorizar equipamentos nacionais na exploração e produção de petróleo. De acordo com o Sinaval, que reúne as empresas do setor, os estaleiros brasileiros empregam atualmente 25 mil trabalhadores no país. Eram 84 mil em 2014. A expectativa da entidade é que esse número seja reduzido ainda mais, para cerca de seis mil pessoas em 2020.

05/09/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Sinaval pede apoio para recuperar a indústria naval

A falta de encomendas fechou 60 mil empregos e 30 estaleiros da indústria naval brasileira só nos últimos quatro anos. E, se persistir, pode acabar com os 25 mil postos de trabalho que ainda existem nos 12 estaleiros que seguem funcionando no País. Por isso, o Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval Offshore (Sinaval) elaborou uma agenda, com pleitos que podem contribuir com a recuperação do setor, para as eleições deste ano. O material está sendo entregue aos candidatos à Presidência e também aos candidatos ao Governodos estados que detêm estaleiros. Em Pernambuco, foi apresentada nessa terça-feira (4) pelo vice-presidente-executivo do sindicato, Sérgio Bacci.

05/09/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:|

Vice-Presidente do SINAVAL encontra candidatos de PE para discutir Agenda da Indústria Naval para as eleições de 2018

O Vice-Presidente do SINAVAL Sergio Bacci esteve nesta terça-feira dia 4 de setembro com o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e entregou ao Secretário de Desenvolvimento Econômico daquele Estado, Antonio Mario de Abreu Pinto, a “Agenda do SINAVAL para as eleições de 2018”, com as principais proposições para o reerguimento da Indústria Naval e Offshore brasileira. Em outro encontro na mesma data, Bacci foi recebido pelo Senador Armando Monteiro, candidato a Governador de Pernambuco, e entregou a Agenda do SINAVAL ao Chefe de Gabinete do Senador, Aguinaldo Viriato. Na foto, Sergio Bacci com o Secretário Abreu Pinto.

05/09/2018|Seção: SINAVAL Informa|Tags:, |

Mais pedidos para novo conteúdo local

A ANP recebeu solicitações de aditamento de conteúdo local para 280 contratos, referentes a 334 ativos. São 268 pedidos para blocos e 66 para campos, requeridos por 40 petroleiras. O órgão regulador divulgou um novo balanço final, inserindo 22 solicitações da Petra Energia e uma da Brasoil Manati, que protocolaram os requerimentos dentro do prazo determinado, mas fora da Superintendência de Conteúdo Local.

03/09/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:|

Rio perde 30 mil postos de trabalho em 4 anos

Desde o início da crise do setor, há quatro anos, a indústria naval perdeu 67% dos empregos, indo de 82.472 postos de trabalho em dezembro de 2014 para 26.944 posições em junho deste ano. Os dados são do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), que credita o cenário adverso a uma série de fatores, como as crises do setor de petróleo e da Petrobras, a Lava-Jato e a política de redução do conteúdo local.

31/08/2018|Seção: Conteúdo Local, Notícias da Semana|Tags:, |

Conteúdo local pode estimular demanda

A indústria naval tem uma grande expectativa, que poderia ajudá-la a sobreviver na próxima década: as modificações na exigência de conteúdo local para as encomendas de embarcações nas novas licitações de petróleo, com a inclusão da fabricação de cascos de navios em uma categoria separada.

31/08/2018|Seção: Conteúdo Local, Notícias da Semana|Tags:|

Fundo da Marinha Mercante tem R$ 3,8 bi para 2018 e espera projetos de estaleiros

Há dinheiro no Fundo da Marinha Mercante a espera de projetos dos estaleiros. Segundo a Secretaria de Fomento e Parcerias (SFP), do Ministério dos Transportes, o FMM tem R$ 3,8 bilhões disponíveis no orçamento para liberação em 2018. Desse total, R$ 1,6 bilhão milhões já foi liberado até meados de agosto, por meio de instituições como o BNDES, o Banco do Brasil, a Caixa, o BNB e o Basa, bancos responsáveis pela distribuição dos financiamentos.

31/08/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Frota de AHTSs mais verde e amarela

A frota de embarcações de apoio a operações de ancoragem (AHTSs) no Brasil está cada vez mais verde e amarela. Entre julho de 2017 e o mesmo mês deste ano, 14 unidades de bandeira estrangeira deixaram o país, reduzindo sua participação de 73% para apenas 27% na frota total de barcos do tipo em águas brasileiras.

30/08/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Haddad defende conteúdo local no setor de petróleo em estaleiro em Niterói

O candidato a vice-presidente pelo PT na chapa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad, defendeu nesta terça-feira, 28, a política de conteúdo local na indústria de petróleo e gás. Haddad chegou por volta das 9h15 para um ato de campanha no Estaleiro Aliança, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

30/08/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |