O SINAVAL é a instituição que representa
os estaleiros brasileiros instalados
em diversas regiões do país.

Notícias da Semana

Governo da Coreia do Sul investe na recuperação da construção naval

Na sequência de um apoio público já anunciado, Seul orienta agora o financiamento para a construção de navios a GNL.
A Coreia do Sul tenciona investir 54 milhões de euros no apoio à recuperação dos estaleiros navais do país, terá anunciado o ministro do Comércio, Indústria e Energia sul-coreano, refere o World Maritime News. O jornal acrescenta que esse apoio será destinado, essencialmente, à conquista de encomendas para construção de navios amigos do ambiente, como os alimentados a gás natural liquefeito (GNL).
O apoio agora anunciado surge na sequência de um grande financiamento à construção naval divulgado em Novembro de 2018, quando o Governo revelou que iria criar um fundo de cerca de 1.315 milhões de euros para apoiar os construtores navais. Adicionalmente, o Governo tenciona investir 2.166 milhões de euros suplementares em infra-estruturas para o sector, susceptíveis de acolherem encomendas de até 140 navios a GNL em 2025.

SINAVAL Informa

Instalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria Marítima Brasileira

Nesta quarta-feira, dia 24 de abril, realizou-se na Câmara dos Deputados, em Brasília, a cerimônia de instalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria Marítima Brasileira, em um café da manhã organizado pela Presidente da Frente Parlamentar, Deputada Professora Dayane Pimentel (PSL-BA). O Presidente do SINAVAL, Ariovaldo Rocha, participou do evento, acompanhado do Vice-Presidente Executivo Carlos Macedo, responsável pela representação do SINAVAL em Brasília.

Notícias da Semana

Lançada frente parlamentar em defesa da indústria marítima

Foi lançada nesta quarta-feira (24), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria Marítima. O grupo reúne 207 deputados e 15 senadores com o objetivo de propor ações de incentivo ao setor naval. De acordo com a coordenadora da frente, deputada Professora Dayane Pimentel (PSL-BA), a indústria marítima brasileira perdeu 60 mil postos de trabalho desde 2014. “Estamos falando de 80 mil empregos que caíram para 19 mil”, disse. Ela defendeu medidas que aumentem as encomendas de navios nacionais e anunciou que o grupo entraria em contato com o presidente Jair Bolsonaro para pedir incentivos.

O SINAVAL, em nome da Indústria Naval e Offshore brasileira, congratula-se com a MARINHA DO BRASIL pela seleção da proposta final para construção das Corvetas Classe “TAMANDARÉ” e estende seus parabéns ao ESTALEIRO OCEANA, participante do CONSÓRCIO “ÁGUAS AZUIS”, por essa importante conquista que reafirma a capacidade e a excelência da Construção Naval do País.

Consórcio Águas Azuis é escolhido como fornecedor preferencial para construir as quatro corvetas da Classe Tamandaré

O Consórcio Águas Azuis, formado pela thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa & Segurança e Atech, subsidiária do Grupo Embraer, foi selecionado pela Marinha do Brasil para a construção de quatro navios de defesa no Programa CCT – Corvetas Classe Tamandaré como concorrente preferencial. O resultado foi anunciado hoje (28/03) e representa um novo marco para as indústrias de defesa e naval do País.

Projeto de lei dos EUA incentiva construção naval dedicada à cabotagem

Brasil e Estados Unidos são países privilegiados por contar com extensas costas marítimas. O território norte-americano, inclusive, é banhado por dois oceanos - Pacífico e Atlântico - e ocupa a nona posição entre as maiores extensões litorâneas do planeta. Entretanto, a frota de embarcações destas nações é muito baixa, reflexo de uma indústria marítima muito aquém de suas possibilidades e em posição de fragilidade se comparadas às indústrias de Alemanha, Japão, Noruega, Grécia e Cingapura, entre outras.
Para reverter este panorama um projeto de Lei foi apresentado nos Estados Unidos com o intuito de incentivar a construção naval dedicada à cabotagem. Em artigo escrito para o Portogente, o gerente de Desenvolvimento e Estudos da Agência Nacional de Transporte Aquaviários (Antaq), Cláudio Soares, avalia a iniciativa e demonstra como democratas e republicanos concordam em apontar a navegação interior como questão de segurança nacional, estímulo ao desenvolvimento e geração de empregos.

‘Jones Act’ contribuiu para 30% a mais empregos na indústria marítima dos EUA, aponta instituto

O setor marítimo dos Estados Unidos registrou aumento de 30% no número de postos de trabalho locais. De acordo com o Transportation Institute, esse aumento foi possível graças ao Jones Act, lei de 1920 que garante que o transporte de cabotagem pela costa americana seja realizado por embarcações construídas no país, de propriedade de armadores locais e tripuladas por americanos, promovendo a manutenção da base industrial marítima dos EUA. Segundo o instituto, a indústria hoje emprega perto de 650 mil americanos, dos 50 estados, e contribui com US$ 154 bilhões para o crescimento econômico anual do país.

Diretoria de Gestão de Programas da Marinha inicia projeto para obtenção de novo navio de apoio Antártico

A Marinha do Brasil, por intermédio da Diretoria de Gestão de Programas da Marinha (DGePM), comunica que iniciou o Projeto de Obtenção do Navio de Apoio Antártico com a publicação de Aviso de Chamamento Público específico, no Diário Oficial da União, em 22 de fevereiro de 2019. As empresas interessadas em fornecer as respostas ao documento intitulado “Solicitação de Informações” (“Request For Information” – RFI), seguindo as orientações contidas no DOU, poderão retirá-lo na própria DGePM, no período compreendido entre 09h00, do dia 25 de fevereiro de 2019 e 15h00, do dia 13 de março de 2019.

Prepare-se para a retomada definitiva do setor na Brasil Offshore 2019

Você está em busca de soluções inovadoras para a indústria de óleo e gás? Garanta sua participação na Brasil Offshore, o único evento do setor a atuar diretamente na rede de fornecedores do eixo Rio-Macaé e que este ano promove sua edição comemorativa de 20 anos fundamentada nos pilares de geração de negócios, conteúdo e networking.

Últimas Notícias

Módulos da P-71 afundam em Santa Catarina

A balsa Locar V, de propriedade da Locar, naufragou parcialmente na noite de sábado (18/5) enquanto transportava dois módulos de geração de energia da plataforma P-71 – o último dos seis FPSOs replicantes da Petrobras. O incidente ocorreu na costa de Itajaí (SC) sem deixar vítimas ou provocar vazamento de óleo. A balsa era rebocada pelo rebocador TS Favorito, da Tranship.

Petrobras e Shell querem criar o excedente do conteúdo local

A Petrobras e a Shell estão propondo para a ANP uma alteração no edital da 6ª rodada de partilha do pré-sal para a inclusão da previsão de excedente de conteúdo local. A proposta da empresa prevê que, caso a petroleira supere o conteúdo local exigido, na fase de exploração ou em um módulo de desenvolvimento, o valor excedente, em moeda corrente nacional, poderá ser transferido para os módulos de desenvolvimento a serem implantados subsequentemente.

Diretor de Projetos da Marinha garante construção de navios em Itajaí: “não tem volta”

Convidado para falar a empresários catarinenses durante a reunião do Comitê da Indústria da Defesa (Comdefesa), da Fiesc, o vice-almirante Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, diretor de Projetos da Marinha do Brasil, garantiu na manhã desta quinta-feira que o bloqueio de verbas do governo federal não vai afetar o andamento do projeto de construção de quatro navios da Marinha em Itajaí. Ele confirmou que o recurso previsto para a empreitada, de R$ 2,5 bilhões, está contingenciado – mas acredita que isso será revertido no segundo semestre

Wilson Sons Estaleiros recebe embarcação da Van Oord para docagem

A Wilson Sons Estaleiros, empresa de construção naval do Grupo Wilson Sons, realizou a docagem da backhoe dredger (draga) Simson, com 68 metros de comprimento e 23 metros de boca. A embarcação pertence à empresa holandesa Van Oord, uma das maiores operadoras de dragas do mundo, há 150 anos no mercado.

Seminário sobre a Indústria Naval destaca operações de navios no terminal do Porto do Açu no Norte Fluminense

A Açu Petróleo, parceria da Prumo Logística e da alemã Oiltanking, foi uma das participantes do 15º Seminário Nacional sobre Indústria Marítima e Meio Ambiente, o Ecobrasil 2019, realizado hoje(14) no Rio de Janeiro. Durante o evento, o gerente de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde da empresa, Adriano Truffi, apresentou dados sobre a operação do terminal, além de destacar as iniciativas socioambientais, excelência operacional e de segurança desenvolvidas pela empresa.

Perfurações de poços para as plataformas P-68, P-70, Mero 1 e Sépia avançam

A Petrobras tem atualmente quatro navios-plataformas (FPSOs) em fase de construção. Enquanto aguarda a conclusão do desenvolvimento das unidades, a estatal avança na perfuração de poços que serão interligados a estas embarcações. A P-68, que já tem mais de 95% concluída, deve entrar em operação ainda neste ano. Ela será instalada no campo de Berbigão, na Bacia de Santos, que hoje já conta com 56% de poços perfurados e 28% já completados.

Equinor estuda novo FPSO para produzir em Pão de Açúcar em 2026

A Equinor estima que vai produzir entre 300 mil e 500 mil barris por dia de óleo e gás no Brasil até 2030. A informação foi divulgada nesta terça-feira (7) pelo vice-presidente de Supply Chain da Equinor no Brasil, Mauro Andrade, que palestrou na Arena Onip, na OTC 2019.

Governo da Coreia do Sul investe na recuperação da construção naval

Na sequência de um apoio público já anunciado, Seul orienta agora o financiamento para a construção de navios a GNL.
A Coreia do Sul tenciona investir 54 milhões de euros no apoio à recuperação dos estaleiros navais do país, terá anunciado o ministro do Comércio, Indústria e Energia sul-coreano, refere o World Maritime News. O jornal acrescenta que esse apoio será destinado, essencialmente, à conquista de encomendas para construção de navios amigos do ambiente, como os alimentados a gás natural liquefeito (GNL).
O apoio agora anunciado surge na sequência de um grande financiamento à construção naval divulgado em Novembro de 2018, quando o Governo revelou que iria criar um fundo de cerca de 1.315 milhões de euros para apoiar os construtores navais. Adicionalmente, o Governo tenciona investir 2.166 milhões de euros suplementares em infra-estruturas para o sector, susceptíveis de acolherem encomendas de até 140 navios a GNL em 2025.

Lançada frente parlamentar em defesa da indústria marítima

Foi lançada nesta quarta-feira (24), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria Marítima. O grupo reúne 207 deputados e 15 senadores com o objetivo de propor ações de incentivo ao setor naval. De acordo com a coordenadora da frente, deputada Professora Dayane Pimentel (PSL-BA), a indústria marítima brasileira perdeu 60 mil postos de trabalho desde 2014. “Estamos falando de 80 mil empregos que caíram para 19 mil”, disse. Ela defendeu medidas que aumentem as encomendas de navios nacionais e anunciou que o grupo entraria em contato com o presidente Jair Bolsonaro para pedir incentivos.

Congresso FPSO Brasil retorna ao Rio de Janeiro

Após um evento inaugural de sucesso em 2018, organizado pela Rede FPSO , o Congresso FPSO Brasil, que acontece de 28 a 29 de maio de 2019 , deverá retornar ao Rio de Janeiro para sua 2a. edição. Continuará sendo a única plataforma dedicada ao FPSO para o robusto mercado brasileiro.