SINAVAL é a instituição que representa
os estaleiros brasileiros instalados
em diversas regiões do país.

Notícias da Semana

P-76 ruma em março para o campo de Búzios

O Consórcio Technip-Techint programa a saída do FPSO P-76 de seu cais em Pontal do Paraná (PR) para março do ano que vem. O plano é iniciar em agosto a integração e o comissionamento dos módulos de grande porte no casco da unidade, que foi contratada pela Petrobras para produzir no campo de Búzios, na área da cessão onerosa, no pré-sal da Bacia de Santos. 

Notícias da Semana

Grupo CBO lança segundo navio da série de seis AHTS

A CBO lançou, no último sábado (8), a segunda unidade de uma série de seis AHTS 18.000 (embarcações para manuseio de âncoras) em construção no estaleiro do grupo, em Itajaí (SC). O CBO Iguaçu começou a ser construído em 2016 e está contratado pela Petrobras para operar na costa brasileira. A previsão é que a embarcação seja entregue pelo estaleiro Oceana no quarto trimestre de 2017. 

Artigos

Sem fôlego para crescer

A retomada das rodadas de licitação de áreas exploratórias no Brasil é celebrada como uma boa notícia para a cadeia produtiva de bens e serviços de óleo e gás. A indústria brasileira, porém, não tem o que comemorar. Em meio à mais grave crise econômica enfrentada pelo país, nossas empresas saem ainda mais enfraquecidas pela mudança nas regras de conteúdo nacional e pela falta de perspectiva de contratação de novos projetos pela Petrobras, que optou por fazer suas compras de plataformas e sondas no exterior, medida que compromete o emprego de milhões de trabalhadores brasileiros.

SINAVAL promove workshop com jornalistas e entidades no Rio de Janeiro sobre o conteúdo local

Em encontro no Rio de Janeiro promovido pelo SINAVAL na manhã de ontem, dia 16 de maio, o SINAVAL apresentou à imprensa seu posicionamento em relação à política de conteúdo local, tema de grande repercussão no momento. Estavam presentes diversos jornalistas de jornais e sites informativos de expressão nacional, reunidos no Rio de Janeiro a convite do SINAVAL. O Presidente Ariovaldo Rocha fez-se acompanhar de Presidentes e Diretores de cinco outras entidades empresariais com envolvimento direto no assunto, convidadas especialmente para esse evento: ABCE (Rodrigo Sigaud), ABEMI (Nelson Romano), SOBENA (Rodrigo Portela), ABIMAQ (José Velloso) e Instituto AÇO BRASIL (Hildeu Delaretti), vistos pela ordem na foto a seguir, à mesa com o Presidente Rocha. A iniciativa representa o ponto de partida para um diálogo permanente do SINAVAL com a imprensa, com o objetivo de trazer ao conhecimento público as posições da instituição sobre temas de interesse nacional, como o debatido nesse encontro. (Fotos Paulo Botelho)

O inapropriado pedido de waiver da Petrobras

Queremos desenvolver a nossa indústria, gerar empregos, renda e tributos para o Brasil. É essa a posição que queremos discutir com a sociedade brasileira.
Por Ariovaldo Rocha

Indústria naval corre risco, alertam participantes de audiência na CDH

É grave a crise que atinge a indústria naval, disse a diretora do Departamento das Indústrias de Mobilidade e Logística da Secretaria de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Margarete Gandini, em audiência pública sobre o tema na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta segunda-feira (15). Ela alertou que muitos estaleiros do país estão paralisados e poderão ser levados ao sucateamento estrutural e à extinção.

SINAVAL recorre novamente à Justiça para garantir o interesse público que envolve o cumprimento do conteúdo local para Libra e Sépia

O Presidente do SINAVAL, Ariovaldo Rocha, informa que o Sindicato, em nome dos estaleiros, recorreu, na última semana, contra a decisão que autorizou o prosseguimento do processo licitatório para o Campo de Libra e recorrerá, nos próximos dias, contra a decisão de 1ª Instância que indeferiu o pedido de tutela de urgência para a suspensão do certame licitatório para o Campo de Sépia.

Últimas Notícias

Indústria de máquinas e equipamentos ameaça ir à Justiça contra ANP

Para destravar projetos de exploração e produção de petróleo, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) colocou em consulta pública proposta que permite reduzir o conteúdo local — percentual exigido de compras de materiais, equipamentos e serviços produzidos no país — para contratos firmados a partir de 2005 (quando houve a 7ª Rodada).

Operadoras aprovam mudança em conteúdo local

A minuta da resolução da ANP propondo mudanças nas regras de conteúdo local dos blocos arrematados a partir de 7ª rodada foi bem recebida pelas companhias de petróleo que mantém atividade no Brasil. Na avaliação do IBP, a possibilidade dada aos concessionários de trocar o regime de conteúdo nacional vigente em seus contratos pelas regras aprovadas para os novos leilões, com compromissos locais mais brandos, significa um avanço importante.

ANP publica edital da 14ª Rodada de Licitações

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou no dia 19 de julho (quarta-feira), no sítio eletrônico[ www.brasil-rounds.gov.br], o edital e o modelo de contrato da 14ª Rodada de Licitações de Blocos para Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural, que ocorrerá em 27 de setembro. Os documentos passaram por consulta e audiência públicas para recebimento de contribuições do mercado e da sociedade.

Galáxia sai do blacklist da Petrobras

Terminou no último dia 12 o prazo da suspensão que impedia a Galáxia Marítima de fechar novos contratos com a Petrobras. A empresa de navegação foi penalizada porque uma de suas embarcações a serviço da petroleira ficou indisponível na fase final de vigência do contrato.

Indústria de máquinas e equipamentos ameaça ir à Justiça contra ANP

Para destravar projetos de exploração e produção de petróleo, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) colocou em consulta pública proposta que permite reduzir o conteúdo local — percentual exigido de compras de materiais, equipamentos e serviços produzidos no país — para contratos firmados a partir de 2005 (quando houve a 7ª Rodada).

Petroleiras poderão trocar regime de conteúdo local

Os concessionários responsáveis pela operação de áreas arrematadas a partir da 7ª rodada poderão optar por trocar o regime de conteúdo nacional vigente em seus contratos pelas regras aprovadas para os novos leilões, que terão compromissos locais menores. A medida integra o novo regulamento da minuta de conteúdo local, colocada em consulta publica nesta terça-feira (18/7) pela ANP.

P-76 ruma em março para o campo de Búzios

O Consórcio Technip-Techint programa a saída do FPSO P-76 de seu cais em Pontal do Paraná (PR) para março do ano que vem. O plano é iniciar em agosto a integração e o comissionamento dos módulos de grande porte no casco da unidade, que foi contratada pela Petrobras para produzir no campo de Búzios, na área da cessão onerosa, no pré-sal da Bacia de Santos. 

Rio receberá R$ 8,2 bi em investimentos no setor de petróleo

A retração dos investimentos da Petrobras nos últimos três anos atingiu em cheio o Rio de Janeiro, maior produtor de petróleo do país e onde se concentra o maior número de empresas do setor. Mas, depois de chegar ao fundo do poço, começam a surgir no estado projetos na área de petróleo e infraestrutura com investimentos privados que chegam a pelo menos R$ 8,2 bilhões.