Monthly Archives: dezembro 2020

Rodolfo Saboia assume a direção-geral da ANP

O novo diretor-geral da ANP, Rodolfo Saboia, assumiu nesta quarta-feira o comando da agência reguladora. Tem mandato até dezembro de 2024 e substitui Raphael Moura, que deixou o comando interino da agência.
Rodolfo Saboia é bacharel em Ciências Navais pela Escola Naval (1978), mestre no Curso de Comando e Estado-Maior, doutor em Política e Estratégia Marítimas, ambos pela Escola de Guerra Naval, e especialista em Gestão Internacional pela Coppead-UFRJ.  Seu último cargo na Marinha foi de superintendente de Meio Ambiente da Diretoria de Portos e Costas (DPC), até agosto de 2020.

28/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, |

Wilson Sons construirá 6 rebocadores a partir do 1º trimestre de 2021

As novas embarcações serão construídas nos estaleiros do grupo no Guarujá (SP) e terão novo projeto da Damen Shipyards. Os rebocadores terão 80 toneladas de tração estática (bollard pull), 25 metros de comprimento e 13 metros de boca, com notação de classe Escort Tug. As novas unidades vão ampliar a frota da companhia, que hoje é de 80 rebocadores.

21/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, |

Relatório de Infraestrutura da Confederação Nacional da Indústria Dezembro 2020

21/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:|

Apoio portuário e offshore são destaques da última reunião do CDFMM em 2020

Conselho diretor do Fundo da Marinha Mercante aprovou R$ 478 milhões em novas prioridades, que incluem construção de cinco rebocadores, além de recursos para modernização, reparo e conversão de embarcações.

17/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, |

ICN estuda ampliar portfólio com manutenção e construção de navios de superfície

Presidente da empresa disse que ICN está pronta e mobilizada para abrir novas linhas de produtos e serviços. Grupo com participação da ICN apresentou, em novembro, proposta comercial para projeto de obtenção do navio polar pela Marinha do Brasil.

16/12/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , |

Cerimônia de Lançamento do S41 Humaitá

Evento de lançamento do submarino S41 Humaitá, segundo submarino convencional construído pela ICN - Itaguaí Construções Navais - para a Marinha do Brasil. Na mesma solenidade, aconteceu a integração do S42 Tonelero, terceiro submarino dos quatros convencionais que fazem parte do PROSUB.

11/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, , |

Deputado do AM denuncia ‘jabuti’ na BR do Mar e quer apoio no Senado

De acordo com Marcelo Ramos, a BR do Mar deve representar enorme prejuízo tanto para a navegação em rios quanto para os estaleiros do Amazonas, principalmente. O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) protestou na aprovação do projeto de lei 4.199, a chamada BR do Mar, na Câmara dos Deputados, na tarde desta terça (8).

10/12/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , |

BR do Mar derruba últimos pilares da indústria naval nacional, afirma Sinaval

Representantes da construção naval avaliam que, caso PL da cabotagem seja sancionado com os termos do texto aprovado na Câmara, dificilmente a indústria naval terá condições de retomada em curto prazo.

10/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, , |

NOTA SOBRE O PROJETO DE LEI QUE APROVOU
O PROGRAMA “BR DO MAR”

Após a conclusão, por parte da Câmara dos Deputados, da votação do Projeto de Lei 4199/2020, que trata do Programa “BR do Mar”, o SINAVAL – Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore – vem a público manifestar-se sobre esse assunto.
Em todos os países onde a indústria naval é competitiva e gera milhares de empregos, este segmento industrial tem sua sustentação apoiada em três pilares: conteúdo local, demanda perene e linhas de financiamento atrativas.
Em 8 de dezembro, a Câmara dos Deputados, ao votar esse Projeto de Lei encaminhado pelo Governo em regime de urgência, acabou por derrubar os dois pilares que ainda restavam, porque o conteúdo local já havia sido derrubado anteriormente – acabou, na prática, com o FMM- Fundo da Marinha Mercante, reduzindo com isso a fonte de receita para financiamentos às obras navais, e autorizou o uso de seus recursos para outros objetivos completamente alheios à Indústria Naval e à Marinha Mercante.
O que vimos nesse dia foi a criação de mais empregos nos países asiáticos, principalmente na China, porque, se esse Projeto de Lei for sancionado pelo Senhor Presidente da República com o texto aprovado na Câmara, dificilmente a Indústria Naval terá condições de retomada em curto prazo.
Os Parlamentares, em sua grande maioria, desconhecem o tema, por não ser assunto de seu  cotidiano, e foram induzidos a votar sem o necessário debate do Projeto, que certamente poderia esclarecer como a Indústria Naval e a Marinha Mercante funcionam, debate esse que o SINAVAL solicitou desde o início do processo de elaboração do Programa “BR do Mar” pelo Governo.
Compromissos assumidos pelas autoridades governamentais, tais como a retirada do regime de urgência e a exclusão, dos objetivos do Programa, dos navios petroleiros e gaseiros não foram, infelizmente, sequer cumpridos.
O SINAVAL vai agora buscar no Senado Federal a acolhida a suas demandas, não deixando de debatê-las com aquela Casa revisora, buscando o diálogo até que seja possível um amplo exame desse Projeto de Lei, até agora não favorecido pelo Governo.
Quem perde com a aprovação desse Projeto, da forma como foi aprovado na Câmara dos Deputados, não é só a Indústria Naval ou a Marinha Mercante brasileiras: é o Brasil.

09/12/2020|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:|

Mesmo com obstrução da oposição, Câmara aprova texto-base de projeto da BR do Mar

A proposta autoriza o uso de embarcações estrangeiras por empresas de navegação que atuam no país. Os parlamentares ainda analisarão os destaques, que são sugestões de mudanças na proposta aprovada pelos deputados.

09/12/2020|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |