Mercado

A International Pipeline Conference definiu os temas das conferências que acontecerão este ano em Calgary

A International Pipeline Conference (IPC), que acontece em Calgary, Canadá, de 24 a 28 de setembro de 2018, anunciou o cronograma de programas que serão temas de palestras este ano.  O programa consistirá de sessões que serão realizadas durante  dia inteiro da conferência. Elas serão dirigidas  por especialistas do setor do mundo inteiro, de segunda (24/9), quando começa a exposição até quarta-feira(26/9), no encerramento.

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

SOTREQ vai fornecer sistemas de geração de energia para FPSOs de Sépia e Mero 1

A tão sonhada retomada de negócios no setor de óleo e gás está, pouco a pouco, chegando a algumas partes do mercado. Para a Sotreq, um novo contrato que acaba de conquistar pode simbolizar o reinício de tempos melhores. A empresa conquistou encomendas de sistemas de geração de energia para os FPSOs de Sépia e Mero 1, ambos que serão construídos pela Modec e utilizados pela Petrobras.

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

FMM prioriza mais de R$ 500 milhões para navegação interior

O Conselho do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM) concedeu prioridade de R$ 482,6 milhões para a sociedade de propósito específico Plataforma Logística do Amapá. Os valores priorizados à SPE são referentes à construção de cinco empurradores fluviais de 4.000 BHP e 60 barcaças graneleiras, além de duas instalações de transbordo flutuante: uma de 2.300 TPB e outra de 2.037 TPB, tipo catamarã.

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Proposta orçamentária prevê R$ 7 bilhões para o FMM em 2019

O Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM) aprovou a proposta orçamentária do Fundo da Marinha Mercante para 2019. No total, somando os itens custeio, construção naval, reserva de contingência e ressarcimento, está previsto um orçamento de R$ 6,99 bilhões, cerca de 62% acima dos R$ 4,32 bilhões de previsão em 2018. 

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Mercado de construção de FPSOs em todo mundo envolve principalmente estaleiros chineses

Depois da boa notícia da retomada das obras do Comperj, embora ainda se tenha data para o reinício das obras, o mundo do petróleo também está na expectativa pelas obras de construção de diversas plataformas petrolíferas aqui e em vários países. A Petrobras vai licitar outro FPSO de grande escala no final deste ano e planeja iniciar a produção em seu campo petrolífero de Itapu em 2022. A estatal está atualmente licitando cinco FPSOs para o campo de Búzios, dois para o projeto de recuperação de Marlim, outro para o Parque das Baleias e um segundo FPSO para o Mero (Libra). O FPSO de Itapu pode se tornar o primeiro a ser contratado sob a nova lei de licitação, que entrou em vigo no mês passado.

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

SBM Offshore vai fornecer novo FPSO para o campo de Liza

A SBM Offshore assinou com a ExxonMobil contrato de engenharia e design (FEED) de um segundo FPSO para a descoberta de Liza, no bloco Stabroek, offshore da Guiana. A SBM também irá construir e instalar a nova embarcação, além de operá-lo por um período de dois anos. Depois, a operação e propriedade serão transferidas para a subsidiária da Exxon, a Esso E&P Guiana.

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:|

Orçamento para construção naval 70% maior em 2019

O Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM) aprovou a proposta orçamentária do fundo para o ano de 2019. Para a construção naval serão destinados R$ 6,350 bilhões, alta de 70% em relação ao orçamento aprovado para este ano. O total geral previsto para 2019, incluindo custeio, reserva de contingência e ressarcimento, será de R$ 6.988 bilhões, 61% a mais que o valor definido para 2018.

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Conferências que vão discutir o setor naval têm inscrições abertas

Em agosto, evento reúne empresários e especialistas para debater os problemas e o futuro da indústria naval em mais de 58 palestras, workshops e estudos de caso.
Estão abertas as inscrições gratuitas para os profissionais interessados em participar de palestras, workshops e a apresentação de estudos de caso ligados ao setor naval e offshore. A programação faz parte da Marintec South America, principal evento da América do Sul dedicado aos setores da construção naval, manutenção e operações, que acontece de 14 a 16 de agosto no Centro de Convenções SulAmérica, Rio de Janeiro.
Após quatorze edições, em 2018 o evento reforça as Conferências de conteúdo com objetivo de fomentar a recuperação da indústria naval brasileira, reunindo empresários e especialistas para debater diversos temas que estão em pauta como: Cenário atual do setor de Oil & Gas e como fazer negócios com o players do mercado de petróleo e gás; Como criar uma política pública sustentável de construção naval para um melhor desempenho do setor; A polêmica sobre o conteúdo local; Workshop da Indústria 4.0 e as Tecnologias Robóticas, novas tendências e inovações para a indústria naval e os principais impactos a curto e longo prazo.
Os assuntos estão divididos em três conferências: Congresso Marintec, voltado para operação e construção naval; Congresso Manutec, ligado a temas de manutenção, eficiência energética e redução de custos e o Marine Summit, com assuntos de investimentos, políticas públicas e regulamentações. Ao todo serão apresentadas 48 palestras, 5 workshops e 9 estudos de caso durante os três dias de evento, sempre das 14 às 18 horas.
A programação completa e as inscrições estão no site oficial do evento: http://www.marintecsa.com.br

12/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Setor naval no Rio de Janeiro espera dias melhores

Fornecedores nacionais e internacionais estabelecidos no estado fluminense participam de evento do setor naval em agosto com a expectativa de prospectar novos negócios

05/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Sinaval propõe agenda para debate com candidatos à presidência

O Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval) elaborou uma agenda a ser entregue aos pré-candidatos que concorrerão à presidência da república. No documento, o sindicato propõe que sejam priorizadas políticas públicas que fortaleçam as atividades do setor naval para que ele possa retomar seu papel na economia brasileira. Um dos principais pontos apontados é a necessidade de manter e aperfeiçoar o sistema regulatório, legislativo e fiscal da indústria. (Clique aqui para conferir as propostas na íntegra)

03/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |