Mercado

Petrobras prevê licitação em 2019 para duas plataformas na área de Mero

A Petrobras prevê abrir a licitação para a contratação das plataformas Mero 3 e Mero 4 em meados de 2019, afirmou a jornalistas nesta quinta-feira o gerente-executivo da área, Fernando Borges

26/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Partilha da produção demandará 19 FPSOs e US$ 144 bilhões em dez anos

Cinco anos após a estreia do modelo de partilha de produção, com o leilão de Libra, em 2013, o regime concentra os principais projetos do pré-sal brasileiro, com 14 áreas contratadas (quatro extensões de campos da concessão), e uma demanda estimada de 19 FPSOs para a próxima década. Nos próximos dez anos, a produção total dos campos da partilha tem potencial para alcançar 2,088 milhões de barris/dia, de acordo com um estudo exclusivo elaborado pela PPSA, a estatal responsável pela gestão dos contratos e da parcela da União na produção.

22/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

FPSOs de Marlim e Parque das Baleias ficam para janeiro

A Petrobras adiou para janeiro as datas de entrega das propostas das licitações para o afretamento de dois FPSOs para o campo de Marlim e de um FPSO para o projeto do Parque das Baleias ambos na Bacia de Campos. A mudança no cronograma foi determinada pela comissão de licitação e comunicada aos participantes nesta semana.

22/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Bolsonaro avalia privatização parcial na Petrobras

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, voltou a afirmar que seu governo poderá vir a privatizar parte da Petrobras. Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (19/11), Bolsonaro disse que vem conversando sobre a questão com Paulo Guedes, futuro ministro da Fazenda, e com Roberto Castello Branco, confirmado para substituir Ivan Monteiro no comando da petroleira.

21/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Aprovados aditivos contratuais de conteúdo local da Petrobras

Subiu para 105 o número de aditivos contratuais assinados com as operadoras para adesão às novas regras de conteúdo local. Além disso, outros 83 contratos foram analisados pela ANP e enviados para assinatura do operador, entre eles 42 contratos da Petrobras.

21/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Mero/Libra: contagem regressiva para novo SPA e novos FPSOs

O trabalho de aquisição de dados no campo de Mero, na Bacia de Santos, irá avançar sob uma nova e importante etapa para o desenvolvimento da fase I. Até o fim de dezembro, o consórcio de Libra retomará a produção do ativo, desta vez com um sistema antecipado interligado ao FPSO Pioneiro de Libra, que irá simular a mesma malha de escoamento do sistema definitivo, utilizando o lay-out de um poço produtor e um injetor, com distância de 1,5 km entre si.

21/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Escolha de novo CEO da Petrobras indica continuidade de reformas no setor de petróleo

A indicação do economista Roberto Castello Branco para presidir a Petrobras no governo de Jair Bolsonaro sinaliza continuidade de uma política pró-mercado no setor de petróleo nos últimos anos, podendo até mesmo intensificá-la, na avaliação de especialistas.

21/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Veja as próximas plataformas a entrar em produção no país

Neste e no próximo ano, quatro novos FPSOs estão previstos para entrar em operação.

13/11/2018|Seção: Notícias|Tags:, , , , , , , |

Contagem regressiva para licitação de sondas de Libra

O consórcio de Libra irá abrir nesta semana as propostas comerciais da licitação para o afretamento de duas sondas para o projeto de Mero, operado pela Petrobras, em parceria com a Shell, Total, CNPC e CNOOC. A expectativa é de que isso ocorra até a quarta-feira (14/11) e que logo em seguida seja divulgada a classificação comercial das empresas.

13/11/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Petrobras inicia operações da plataforma P-75, no campo de Búzios

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira que iniciou ontem a operação da plataforma de P-75, instalada no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, com a produção de petróleo e gás natural.
A plataforma, a segunda a ser instalada na região, é uma unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás (FPSO, na sigla em inglês) e possui capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de óleo e comprimir até seis milhões de metros cúbicos de gás natural.
Instalada a aproximadamente 210 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 2 mil metros, a P-75 produzirá por meio de dez poços produtores e sete poços injetores. O escoamento da produção será feito por navios aliviadores, enquanto a produção de gás, escoada pelas rotas de gasodutos do pré-sal.
Descoberto em 2010, o campo de Búzios é o principal sob o contrato da cessão onerosa e teve seu início de produção em abril deste ano por meio da plataforma P-74. O regime de cessão onerosa reserva à Petrobras o direito exclusivo para exploração e produção de até cinco bilhões de barris de óleo equivalente na Bacia de Santos.
A P-75 é a quarta plataforma a entrar em produção em 2018, após o FPSO Cidade Campos dos Goytacazes no campo de Tartaruga Verde, a P-67 no campo de Lula e a P-74 no campo de Búzios. Segundo a Petrobras, estas plataformas, junto com a P-67, que já está no campo de Lula, e a P-76, que seguirá para o campo de Búzios em dezembro, concluirão os seis sistemas previstos para este ano no Brasil, contribuindo para o aumento da produção no horizonte do Plano de Negócios e Gestão 2018-2022.

12/11/2018|Seção: Destaque Superior 300px|Tags:, , |