Abenav

Indústria naval brasileira busca novos rumos

No Painel apresentado pelo João Augusto Azeredo, diretor executivo da Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (Abenav), no dia 29 de junho (sexta-feira), durante a Rio International Defense Exhibition — Ridex 2018, cujo tema giou em torno da análise conjuntural sobre a 'Indústria da Construção Naval' no Brasil e seus segmentos de atuação: offshore, navios, embarcações militares, embarcações de apoio marítimo, barcaças, empurradores e rebocadores, acabou por retratar o quadro hoje da indústria naval brasileira, e a diminuição em 64% dos postos de trabalho levantados pelo Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval & Offshore (Sinaval), até abril deste ano.

03/07/2018|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , |

Abenav: Tendências do mercado no painel “Fornecer: Crise e impactos”

Durante a realização do painel “Fornecer: Crise e impactos”, o presidente em exercício da Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (ABENAV), Sergio Bacci, informou que a instituição, em conjunto com seus associados vem ampliando a avaliação de tendências de mercado. A pesquisa realizada com seus associados apresenta um panorama em que existe […]

13/08/2015|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Faltam lideranças no governo para resolver problemas do setor avalia ABENAV

A Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (Abenav) avalia que faltam articuladores no governo para tentar solucionar de forma consistente as reivindicações do setor naval. O presidente da Abenav, Sérgio Bacci, afirmou que, apesar do diálogo com os ministérios, existe preocupação de alguns agentes públicos em tomar decisões e assinar documentos, o […]

12/08/2015|Seção: Notícias da Semana|Tags:, |

Prazos e realidade – Conteúdo local

Petrobras reafirma compromisso com conteúdo local, mas reconhece necessidade de encomendas no exterior. O conteúdo local continua sendo um desafio para a indústria nacional acompanhar o ritmo de projetos do setor naval e offshore.

15/08/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , , , , , , , , , , , , |

Encontro entre a Imprensa e representantes da Indústria Naval durante a 11ª Navalshore

Durante o 2º dia do evento, que reúne lideranças governamentais, setoriais e empresários do segmento, foi realizado o Encontro entre a Imprensa e representantes da Indústria Naval.

14/08/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Indústria naval brasileira precisa de um novo modelo de negócios, defendem entidades do setor

Para o Sinaval, Abenav e Abeam, as mudanças são essenciais para que haja uma participação concreta e eficiente da indústria nacional
O Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), a Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (Abenav) e a Associação Brasileira de Empresas de Apoio Marítimo (Abeam) defendem […]

14/08/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Expansão do pré-sal fará indústria naval faturar US$ 17 bilhões por ano até 2020

A expansão da produção de petróleo no pré-sal dobrará para 20%, até 2020, a participação da indústria de petróleo e gás no Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país), e levará a indústria naval e offshore (exploração em alto mar) brasileira a faturar em torno de US$ 17 bilhões por ano no período.

14/08/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Conteúdo nacional impulsiona negócios da Balg

Apontada como um dos grandes impulsionadores do novo momento da indústria naval no país, a nacionalização de conteúdo para suprir a demanda dos estaleiros já reflete positivamente em indústrias de médio porte. A carioca Balg, uma das líderes do mercado brasileiro na fabricação de juntas de expansão, ampliou sua participação no segmento naval atenta às necessidades do setor.

17/07/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , , |

Marintec South America – Navalshore discute direcionamentos da indústria naval e offshore

Em constante crescimento, a indústria naval e offshore é pressionada a demonstrar eficiência e capacidade produtiva diante das demandas impostas pela exploração do pré-sal.

08/07/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , |

Atrasos preocupam investidores da área de óleo e gás no estado do Rio Grande do Sul

O que causa mais receios nos operadores desse segmento é o descumprimento de cronogramas. O coordenador do Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore da Fiegrs, Marcus Coester, considera que a maior preocupação são os atrasos no processo produtivo. O dirigente argumenta que isso impacta os resultados da Petrobras e a capacidade de reinvestimento da estatal.

29/05/2014|Seção: Notícias da Semana|Tags:, , , , |